segunda-feira, 16 de setembro de 2013

E o tempo? Cura?

Há uma menina quebrada.
Há uma menina rompida
na esquina.
Ela é uma flor que caiu antes do tempo
sem se quer despetalar-se.
O tempo não deixou.
o tempo passou tão rápido.
Usufruiu da menina sua vivacidade.
Seus sonhos
O tempo antes do tempo
é uma carnificina.
é um outono que chega sem ser convidado
e vai rompendo todas as árvores
e amarelando o tempo.
O tempo.
O tempo é uma contagem inesperada.
A menina não soube contar.
E deixou que o tempo lhe fosse carcereiro.
E deixou que o tempo lhe ferisse
lhe consumisse.
O tempo é um maldito devorador de sonhos
de carnes
e de ossos.
Ah o tempo...
deixa tantas meninas quebradas
rompidas...
sem vidas.
por aí.
E ainda há quem diga

 que o tempo cura. 

Um comentário:

  1. O tempo cura quem se esquece de um tempo que não é mais... foi!

    ResponderExcluir